Procedimento de como configurar a importação do arquivo, bem como a validação dos dados importados utilizando o modo “DEBUG”

O primeiro passo no Monitor Fiscal é a importação de arquivos a partir do aplicativo de vendas/ERP. A pasta deverá ser definida na parametrização (siga o link para ver o tutorial de parametrização)

Na imagem acima, está identificado como “legenda 1” a pasta configurada para realizar a leitura dos arquivos gerados pelo seu sistema de Vendas (ou ERP)

Após o processo de importação teremos duas tratativas:

  • Arquivos válidos, são considerados os arquivos gerados e o os dados fiscais devidamente autorizados junto ao SEFAZ (Secretaria da fazenda). Estes arquivos serão movidos e salvos na pasta definida no item da legenda “2”. Em nossa simulação após a importação os arquivos seriam movidos para a pasta E:\HOMOLOGACAO\FRMONITORFISCAL\INTEGRACAO\OK
  • Arquivos inválidos são considerados arquivos que contenham alguma restrição ou informação obrigatória não preenchida. Estes arquivos serão movidos e salvos juntamente com um arquivo a parte contendo o log de erros para posterior analise na pasta definida no item da legenda “3”. Em nossa simulação os arquivos seriam salvos em E:\HOMOLOGACAO\FRMONITORFISCAL\INTEGRACAO\NOK

 

Após o processamento do arquivo, os arquivos serão demonstrados na tela principal do monitor fiscal e devidamente identificado com o status do processamento. Veja exemplo abaixo:

Legenda

1: o STATUS dos arquivos processados são indicados pelas cores

  • itens amarelos, foram importados com sucesso, e estão aguardando emissão do documento;
  • itens verdes, já foi emitido documento fiscal e está na tela para acompanhamento. Os itens já emitidos também poderão ser cancelados (legislação considera válido o cancelamento com o limite de 30 minutos após a emissão do cupom SAT, ou 24 horas após a emissão da NFe)

itens vermelhos, apresentou algum problema ao importar ou ao autorizar os dados fiscais junto ao SEFAZ. Caso clique duas vezes na requisição será exibida a mensagem de erro completa:

2: Filtro de status. Ao clicar em uma das cores, o sistema irá filtrar apenas os registros com status informado.

3: Timer automático: ao ativar essa opção, as operações de importação, e impressão do documento fiscais será realizada de forma automática, conforme o tempo pré-determinado na tela de parâmetros.

 

Modo debug:

Será possível ativar essa opção nas opções de parametrização, para avaliar os dados importados no arquivo bem como a validação e preenchimento de informações obrigatórias. Esse recurso permite também que você faça a intervenção do arquivo importado pelo sistema de vendas/erp antes do envio efetivo ao SEFAZ.

Outro uso recomendado para esse recurso é a validação dos arquivos gerados pelo sistema de vendas/erp conforme layout pré-definido.

Importante: Essa opção normalmente é utilizada por técnicos, ou desenvolvedores, sendo assim não recomendamos que a mesma fique ativa durante a operação do cliente final.

Veja exemplo de arquivo:

No modo debug o sistema sempre vai confirmar antes do envio dos dados ao sefaz